Download Joomla by iPage

Escola Família Agrícola

Publicado: Quarta, 27 Agosto 2014

 

A EFA – Escola Família Agrícola de Porto Nacional – TO é uma instituição de ensino com uma proposta de Educação do Campo, a escola tem uma pedagogia própria que é a Pedagogia da Alternância.

Atende a 420 estudantes cujas famílias residem exclusivamente na zona rural. Oferece desde a Educação Básica até a Educação Profissional.

Dispõe de uma área de 37.8ha (hectares) sendo que 10 ha são destinados a realização de atividades voltadas para área animal e vegetal. A área disponível é dividida nas seguintes atividades: Suinocultura, avicultura (corte e postura), bovinocultura de leite, minhocultura, apicultura, horticultura, jardinagem, compostagem, viveiros de mudas, pastagens, pomar, culturas anuais, fruticultura, plantas medicinais e SAF´s (sistemas agroflorestais). Tais atividades são planejadas, executadas e monitoradas pela equipe técnica e estudantes.

A produção obtida tanto na área vegetal quanto animal é destinada à fins de complementar a alimentação escolar, comercialização e doações para entidades carentes e famílias.

 

 Missão

Somos uma escola do campo, com metodologia específica para atender as necessidades educacionais do povo camponês, favorecendo a organização popular na luta pelos seus direitos, no combate ao êxodo rural e suas consequências.

Queremos ser um espaço de educação de qualidade e de práticas de produção alternativa agroecológica, voltado para a agricultura familiar, que vise a melhoria da qualidade de vida das comunidades camponesas.

 

  Valores

Compromisso – valorização do compromisso assumido no diálogo educativo e concretizado na prática da vida;
Democracia – defesa da democracia como exercício permanente da cidadania e do respeito à diversidade;
Participação – incentivo à participação como atitude permanente de todos, conscientes de que aprendemos e ensinamos em todos os momentos da vida;
Solidariedade – crença na solidariedade como esforço pessoal para o reencontro com o outro na gratuidade, no perdão, na justiça e no amor;
Competência – busca da competência como um processo inacabado e um esforço coletivo na construção do saber.)

 

 Histórico

A Escola Família Agrícola de Porto Nacional é um projeto criado pela Comsaúde – Comunidade de Saúde, Desenvolvimento e Educação, , em parceria com as Associações de Agricultores Familiares e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

A Comsaúde é uma organização não governamental criada no município em 1969, que atua junto aos trabalhadores do campo, por meio de suas organizações. Em 1986, a ONG participou da criação do CTA – Centro de Tecnologias Alternativas, um núcleo para atuar na formação dos agricultores familiares. Em parceria com outras entidades, igreja e iniciativa pública, adquiriu uma propriedade rural e construiu a estrutura física do Centro de Formação dos Agricultores.

O projeto do CTA durou sete anos e desenvolveu várias atividades com os agricultores familiares. Apesar da boa aceitação dos agricultores, a equipe avaliou que o êxodo rural continuava aumentando, devido principalmente, à necessidade de educar seus filhos. Os poderes governamentais atendiam à população rural, somente na 1ª fase do Ensino Fundamental – 1ª a 4ª séries iniciais.

Em um seminário no Espírito Santo, membros da Comsaúde conheceram o modelo das Escolas Família Agrícola. Nasce então, a idéia de criar uma EFA, aproveitando a estrutura do CTA, agora com objetivo de possibilitar a formação dos filhos dos camponeses, que repassariam aos pais e à comunidade local os conhecimentos adquiridos.

Em 1993 iniciou-se a discussão envolvendo as comunidades rurais, o poder público e entidades ligadas ao campo, com objetivo de implantar a Escola Família Agrícola no município de Porto Nacional-TO.

Foi realizado um trabalho de base com os agricultores, que resultou na matrícula de 30 estudantes, da primeira turma de 5ª série. Em seguida o poder público foi acionado, firmando convênios para os salários dos profissionais e para manutenção da escola. A equipe de monitores recebeu curso de formação no Espírito Santo para conhecer melhor o modelo proposto – A pedagogia da Alternância.

A Pedagogia da Alternância, é um modelo no qual o aluno, em regime de semi-internato, permanece uma semana na escola, com atividades escolares, agrícolas e desportivas nos três turnos. Na semana seguinte o estudante volta para casa, onde pode ajudar a família nas atividades da propriedade rural. Desta forma e escola tenta combater o êxodo rural e valorizar a cultura camponesa.

A Escola iniciou suas atividades em 31 de janeiro de 1994, com uma turma de trinta estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental e foi aumentando gradativamente uma turma a cada ano.

Em 1996 foi criada a Associação de Apoio à Escola, em 1999 iniciou-se o Ensino Médio Básico, em 2003 a Educação Profissional com o Curso Técnico em Agropecuária e, em 2009 o Ensino Médio Integrado ao Técnico em Agropecuária.

Hoje, no décimo quarto ano de funcionamento a escola trabalha com oito turmas – 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental; 2ª e 3ª séries do Ensino Médio Básico, 1ª série do Ensino Médio Integrado e a Educação Profissional – Técnico em Agropecuária, com ênfase em Agricultura Familiar e Magistério de Nivel Médio-PRONERA (Programa Nacional de Educação em Áreas de Reforma Agrária).

A EFA de Porto Nacional atende a 420 estudantes, filhos e filhas de 370 famílias, organizadas em cerca de 50 Associações de Agricultores Familiares. São 18 municípios atendidos e o público mora em comunidades que estão num raio de 15 a 340 km escola-residência.


 

Resolução de Autorização Nº. 093 de 20/09/2002 do CEE-TO

Portaria SEDUC de Reconhecimento Nº. 1886 de 31/03/2006

Ensino Fundamental e Ensino Médio

Educação Profissional – Resolução 106/2007 do CEE -TO

Pareceres: 300/2007 e 292/2007

Portaria SEDUC de Autorização e Convalidação Nº 7439/2007

Acessos: 1378